Mulher de Moro apoia chicana de Alcolumbre. Por José Cássio

O desrespeito à Constituição e aos ritos da política deram o tom na sessão de abertura do ano legislativo no Senado nesta sexta (1).

Numa manobra escandalosa, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), sabidamente candidato, assumiu a presidência e colocou em votação uma mudança no regimento que garantia o voto aberto, apesar de o regimento estabelecer que a eleição é secreta e que é preciso unanimidade e prazo para mudar essa previsão.

Mas o que isso importa para Rosângela Moro?

Nada, óbvio.

Mais que rápido, lá foi ela fazer proselitismo no Instagram em favor de Alcolumbre e contra a candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL), cujos aliados entraram com pedido no STF (Supremo Tribunal Federal) para reverter a votação.

O ministro Dias Toffoli, que está no plantão, vai avaliar o recurso nas próximas horas.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!