Na draga e sem rumo, revista Veja vê despencar sua circulação na internet e no papel

Guedes na capa da Veja (Reprodução)

A Veja segue sua cavalgada rumo ao auto-aniquilamento.

De acordo com o site Poder360, a revista perdeu 285.015 exemplares impressos e digitais. Isso equivale a uma queda de 52,2% em relação a 2019.

“Época teve redução de 68.260 cópias (-43,5%). Exame caiu 31,9% (-26.024 exemplares). A revista IstoÉ não tem circulação auditada e não se sabe qual é a sua tiragem”, diz o site.

No meio digital, a circulação da Veja caiu 64,4% de 2019 para 2020, 212.073 exemplares a menos.

A Veja sofre com a transformação da indústria etc e tal, mas isso é uma parte da explicação.

Ela vai acabar porque é uma porcaria cada vez mais irrelevante, mesmo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!