Na imagem sem poluição, o retrato da China paralisada. Por Fernando Brito

Na imagem sem poluição, o retrato da China paralisada. Foto: Reprodução/Tijolaço

Publicado originalmente no blog Tijolaço

POR FERNANDO BRITO

Quer um indicador mais confiável do que qualquer outro sobre a queda da atividade industrial na China com a irrupção do surto de coronavírus?

Olhe a imagem acima, produzida pela Nasa que registra como as concentrações de dióxido de nitrogênio, um dos gases emitidos por veículos, usinas e fábricas, caíram depois que a epidemia fez com que a produção industrial e o trânsito de veículos no Centro e no Nordeste do país.

“É a primeira vez que vejo uma queda tão dramática em uma área tão ampla para um evento específico”, disse ao jornal britânico The Independent a cientista Fei Liu, pesquisadora de qualidade do ar no Goddard Space Flight Center da Nasa.

O jornal descarta que isso tenha sido “ajudado” pelos feriados do Ano Novo Lunar – algo como o Carnaval, para nós – apresentando imagens que comparam estes períodos entre 2019 e 2020.

Trágico para a economia, mas ainda assim com o alento de como a atmosfera reage rápido à redução das emissões e poluentes e gases causadores do efeito-estufa, aqueles que a direita estupidificada insiste em negar, dizendo que é coisa de “pirralhos”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!