Na marca do pênalti, Weintraub endossa ataque de Olavo a reunião de Bolsonaro com governadores

Abraham Weintraub. Foto: Agência Brasil

Abraham Weintraub entrou na mira das reclamações do presidente Jair Bolsonaro, diz a Folha.

Pedidos tanto dentro como fora do governo são para que o ministro da Educação seja demitido tão logo a pandemia permitir. 

Em conversas reservadas, relatadas ao jornal, Bolsonaro se queixou da resistência do analfabeto funcional em ceder para indicados do centrão e em adiar o Enem.

Weintraub também teria “passado do ponto” na reunião de 22 de abril em que falou que ministros do STF deveriam ser presos — como se isso fosse chocar um boca de esgoto como o chefe.

O fato é que Weintraub, hoje, provocou Bolsonaro.

Foi lá e curtiu uma postagem de Olavo de Carvalho com críticas ao presidente da República.

“Como foi possível o presidente aceitar uma reunião gentil com governadores que ele deveria botar na cadeia?”, questionou Olavo sobre o encontro de Bolsonaro nesta tarde.

A boa notícia é que o sujeito deve rodar. A má é que sempre pode vir alguém pior.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!