Na TV portuguesa, cientista político fala do “imenso grau de indignidade” da votação do impeachment