Na véspera do Natal, Brasil ultrapassa marca de 190 mil mortes por Covid-19

Publicado originalmente no Política Livre

Cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus – Imagem: Foto:Michael Dantas/AFP

A média móvel de mortes causadas pela Covid-19 ficou em 737 vítimas nesta quinta-feira, 24, no Brasil. Esse tipo de média leva em consideração dados dos últimos sete dias para corrigir distorções provocadas pelas variações nos registros. Nas últimas 24 horas, o País registrou 768 novas mortes e 57.753 novos diagnósticos confirmados.

Os dados são reunidos pelo consórcio de veículos de comunicação a partir dos registros das secretarias estaduais de Saúde. O consórcio é formado pelo Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL. No total, o Brasil já chegou a 190.032 óbitos causados pela doença desde o início da pandemia, em meio a 7.424.430 casos confirmados.

De acordo com o Ministério da Saúde, 6.448.740 pessoas se recuperaram da doença, em meio a 7.423.945 casos confirmados. Os dados da pasta diferem dos registros do consórcio em razão da metodologia de coleta. A pasta aponta um total de 189.982 mortes confirmadas, 762 nas últimas 24 horas.

Consórcio dos veículos de imprensa

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.