Nem o irmão quer o racista Sergio Nascimento de Camargo na Fundação Palmares: “capitão do mato”

Wadico e Sergio: sambista quer o irmão fora da Fundação Palmares

O músico Oswaldo de Camargo Filho, o Wadico Camargo, fundador da Rede do Samba, se manifestou no Facebook sobre a nomeação de seu irmão, Sergio Nascimento de Camargo, para a presidência da Fundação Palmares, entidade criada para defender e fomentar a cultura e manifestações afro-brasileiras.

“Tenho vergonha de ser irmão desse capitão do mato. Sérgio Nascimento de Camargo, hoje nomeado presidente da Fundação PALMARES”, escreveu Wadico, em seu facebook.

Wadico também compartilhou um abaixo-assinado para destituir o irmão da entidade.

O novo presidente da Fundação Palmares tem um extenso histórico de embates com negros nas redes sociais. Dentre as polêmicas criadas por ele, está uma publicação que afirma que “negro de esquerda é burro, é escravo”.

A missão da entidade que agora Sérgio preside é resguardar a cultura negra no país, e ele já criticou rap, funk, capoeira e seus adeptos.

Expor publicamente sua divergência com o irmão deve ter sido uma difícil decisão para Wadico, já que, como demonstra na rede social, é muito apegado à família.

Um postagem recente o mostra na companhia do pai, o poeta, ficcionista, crítico e historiador Oswaldo de Camargo, que foi articulista do Estadão e coordenou o Museu Afro Brasileiro, em São Paulo.

O pai de Wadico e Sérgio é um dos precursores da defesa da cultura negra no Brasil.

Escreveu:

“Galera !!!! Comer uma feijuca “Domingo” na casa do irmão caçula e depois um Rock in roll com o meu pai e Família rsrs foi hilario !!!!”.

Em outra postagem, publicou uma foto dele com o irmão Sergio, quando eram crianças, ao lado do pai.

Por sua corajosa atitude, Wadico recebeu muitas manifestações de solidariedade . “Você tem o apoio da maioria da comunidade negra do Brasil. Seu irmão ‘nega a raça’, como diria meu pai”, comentou uma amiga.

Com o pai e o caçula, não é o presidente da Fundação Palmares

 

Uma recordação da infância: com o irmão Sergio e o pai

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!