No aniversário do milésimo gol, Galvão puxa o saco de Pelé, a quem ameaçou dar “uma marretada na cabeça” numa transmissão da Copa

Galvão reclama de Pele em transmissão da Copa: ‘Só se eu der uma marretada na cabeça dele’. (Imagem: reprodução YouTube

Galvão Bueno lembrou nesta terça dos 50 anos do milésimo gol do Rei Pelé, marcado contra o Vasco, em 19 de novembro de 1969.

“O mundo do futebol ou estava no Maracanã, ou estava com os olhos grudados na TV, ou tinha o coração lá no Maraca”, escreveu o narrador em suas redes sociais.

Também lembrou das parcerias nas transmissões de Copas do Mundo “quando o craque fazia história”, embora nem sempre para a felicidade de Galvão que se irritava com a presença do Rei a ponto de reclamar com o comando da Globo.

“Ele vem aqui e mete a mão no microfone, abre e fala”, reclama Galvão num vídeo que entrou para a história do futebol (assista no final). “Eu vou dar com uma marreta na cabeça dele. Eu fecho o microfone e ele vai e abre de novo, como é que eu faço?”, reclama Galvão, enquanto Pelé, chateado, levanta e sai da sala.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!