No dia do ‘Jair Paz e Amor’, Brasil passa de mil mortes e vai a 7 mi de casos. Por Fernando Brito

Publicado originalmente no blog do autor

Por Fernando Brito

Mesmo sem os dados de São Paulo, atrasados por alegadas razões técnicas, o Brasil atingiu hoje 7 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus e passou, certamente, da marca de mil mortes diárias, pois o Conselho Nacional de Secretárias Estaduais de Saúde, o Conass acaba de divulgar que, mesmo zerando o óbitos e casos paulistas, a marca de mil mortes, porque estes devem estar, se não tiveram o crescimento dos demais estados. Foram, sem eles, 936 os óbitos em 24 h.

Pior ainda, o número de novos casos confirmados alcançaram a marca de 70.574 , que é, na contagem oficial do Ministério da Saúde, o maior número atingido em todos os nove meses da pandemia, como você vê no gráfico acima.

O salto foi maior na Região Sul, com 33,7 mil novos registros, sendo 20 mil no Paraná,7 mil em Santa Catarina e quase isso no Rio Grande do Sul. Quando entrarem os números de São Paulo, o total de casos no país deverá chegar à incrível marca de mais de 90 mil em um só dia.

Aí está a razão da súbita onda de paz que, pelo menos por algumas horas, pareceu ter alagado o coração de Jair Bolsonaro e tê-lo feito deixar de lado o “vacina pra quê” que é a sua postura.

O contágio e a mor, depois de dias de advertência, explodiram incontrolavelmente.

Os dias que virão vão nos devolver a desesperança que a promessa de vacina vinha fazendo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!