Nova grade da GloboNews fracassa e causa tensão em equipes

GloboNews

Do UOL

Os nervos estão à flor da pele nos bastidores da GloboNews. Repórteres insatisfeitos(as), reclamações entre colegas até ao vivo, erros técnicos, muita matéria repetida e, principalmente, ibope em alguns horários já rondando o chamado “traço”.

Eis a fórmula ideal para gerar tensão em todos os níveis em uma empresa, e é exatamente isso que ocorre neste momento no canal jornalístico da Globosat.

Um aparente erro decisório foi a criação de três programas jornalísticos com três horas de duração cada: o “Em Ponto” o “Edição das 10” e o “Estúdio i”.

Exibido  das 6h às 9h de segunda a sexta, por exemplo, o “GloboNews Em Ponto” –maior investimento da nova gestão da GloboNews– completa um mês no ar com resultados pífios no ibope.

(…)

O “jornalzão” matinal tem dezenas de profissionais envolvidos, e de longe é um dos maiores custos da casa.

No entanto, não está atraindo nem público e tampouco anunciantes, o que amplia a insegurança.

(…)

Já o “Edição das 10h” também se tornou prolixo em suas três horas, uma vez que repete muitas coisas do “Em Ponto”.

Por sua vez, o “Estúdio i” já era uma atração complicada com duas horas de duração. Com três, ficou mais cansativa e igualmente prolixa.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!