Nova pesquisa CNT/MDA reforça chance de virada de Haddad. Por Fernando Brito

Publicado no Tijolaço

POR FERNANDO BRITO

Se algo faltava para empurrar a campanha de Haddad neste domingo, capitalizando o sucesso do movimento #EleNão que eletrizou as principais cidades do país, a pesquisa CNT/MDA divulgada agora cedo, veio dar assunto positivo para as conversas do último dia livre antes das eleições do dia 7.

A distância entre ele e Jair Bolsonaro, em duas semanas, caiu de 10,6 pontos para apenas 3. Mais importante: com alta do candidato da coligação petista e estagnação do ex-capitão. Confira os dados na tabela abaixo.

Todos os dados levam a crer que está em curso uma ultrapassagem e é grande a possibilidade de que Fernando Haddad termine a eleição em primeiro lugar.

Nos cenários de segundo turno propostos, fica claro o aumento da rejeição ao candidato da direita, mesmo sem considerar-se o impacto dos atos de ontem. Ele reduz suas intenções de voto em todos os confrontos possíveis e a soma do “não votaria de jeito nenhum”sobe para 55,7%,  contra 48,3% de Fernando Haddad.

Quanto aos demais candidatos, Marina Silva desaparece, Ciro e Alckmin continuam em sua caminhada para lugar nenhum e, dos nanicos, ninguém parece ter força para surpreender.

Veja os dados completos aqui.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!