O amor segundo São Paulo. Por Camila Nogueira

São Paulo, representado no quadro do pintor Rafael

São Paulo, um dos homens que difundiram o Cristianismo no mundo, foi responsável por muitos dos escritos do Novo Testamento. Uma de suas reflexões mais belas relaciona-se ao amor. Por causa dela o escolhemos como novo entrevistado em nossas Conversas com Escritores Motos. 

 Santidade, um dos pilares da Igreja Católica é o amor ao próximo. Qual a sua opinião a respeito dele?

Se eu falasse todas as línguas, as dos homens e as dos anjos, mas não tivesse amor, seria como um bronze que soa ou um címbalo que retine. Se eu tivesse o dom da profecia, se conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, se tivesse toda a fé, a ponto de remover montanhas, mas não tivesse amor, nada seria. Se eu gastasse todos os meus bens no sustento dos pobres e até me fizesse escravo, para me gloriar, mas não tivesse amor, de nada me aproveitaria.

Belas palavras, Santidade. Quais as principais características do amor?

O amor é paciente, é benéfico – não é invejoso, não é presunços nem se incha de orgulho; não faz nada de vergonhoso, não é interesseiro, não se encoleriza, não se alegra com a injustiça, mas fica alegre com a verdade. Ele desculpa tudo, crê tudo, espera tudo, suporta tudo. O amor não acabará nunca.

Hmmm…

As profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência desaparecerá. Com efeito, o nosso conhecimento é limitado como também é limitado nosso profetizar. Mas, quando vier aquilo que é perfeito, desaparecerá o que é imperfeito.

O senhor sempre pensou dessa forma?

Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Quando me tornei adulto, rejeitei o que era próprio de criança. Agora nos encontramos em um espelho, confusamente, mas um dia veremos face a face. Agora conheço apenas em parte, mas então conhecerei completamente, como sou conhecido. Atualmente permanecem estas três: a fé, a esperança e o amor. Mas a maior delas é o amor.

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

COMPARTILHAR
Camila Nogueira
Aos 19 anos, Camila Nogueira estuda Letras na USP. Já aos 10 anos, constatou que seus maiores interesses na vida consistiam em sua família, em cerejas e em Machado de Assis. Em uma etapa posterior, adicionou à sua lista ópera italiana e artistas coreanos.