O brasileiro que pôs Trump em risco. Por Moisés Mendes

Esta é a manchete do New York Times. Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação (Secom) de Bolsonaro, está com coronavírus e esteve com Trump.

O jornal sugere que Trump correu riscos e pode ter sido contaminado. Segundo o NYT, o brasileiro não só participou de encontros, como integrante da delegação de Bolsonaro, na viagem à Flórida, como jantou no sábado com altas autoridades americanas.

O NYT publica uma foto em que Wajngarten aparece ao lado de Trump com um boné em que está escerito: faça o Brasil grande de novo.

Mas não esclarece se a foto é de algum evento do encontro mais recente do presidente com Bolsonaro.
O jornal informa que o governo brasileiro não respondeu às perguntas enviadas sobre o caso e sobre o fato de o próprio Bolsonaro estar sob monitoramento.

O primeiro teste a que Wajngarten se submeteu deu positivo, mas o assessor irá fazer uma contraprova.
Hoje, Trump afirmou que não está preocupado com o caso de coronavírus na comitiva de Bolsonaro. Ele deu a declaração em durante conversa com jornalistas na Casa Branca.

O governo americano não informa se Trump já fez ou irá fazer o teste.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!