O Carrefour financiou Jair Bolsonaro?, questionou a imprensa francesa

Deu no Libération de 2 de novembro de 2018 em matéria de Fabien Leboucq:

Jair Bolsonaro, o novo presidente de extrema-direita do Brasil, foi financiado pelo Carrefour? A informação circula nas redes sociais.

É um grande atalho, ligado ao fato de que um dos acionistas brasileiros do gigante da distribuição, Abílio Diniz fez doações em favor dos candidatos do Partido Social Liberal (PSL) de Bolsonaro para as eleições gerais.

Diniz que é do Conselho Geral de Administração do grande distribuidor francês possui 7,86% das ações do grupo Carrefour, segundo o relatório de 2017 da empresa. Sua fortuna é estimada em 2,7 bilhões de dólares ou 2,37 bilhões de euros, segundo a Forbes.

O homem de negócios doou 1,2 milhões de reais ou 285 mil euros no quadro das eleições gerais. Entre os candidatos beneficiários de sua generosidade, o site Bastamag localizou a presença de dois membros do partido de extrema-direita de Bolsonaro, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Cada um se beneficiou de 50 mil reais, aproximadamente 12 mil euros da parte de Diniz.

Todavia as doações a esses dois candidatos do PSL não representam mais do que soma do conjunto de 8,33% do valor total pago por Abílio Diniz. No total, o bilionário doou a 19 candidatos de 11 partidos.

Os candidatos do Partido Social Democrata (PSD) obtiveram quase 80.000 euros, os do MDB do ex-presidente Temer e do Partido Novo cerca de 60.000 euros.

Finalmente, os candidatos dos democratas receberam cerca de 30.000 euros em doações. É difícil resumir isso dizendo que o Carrefour financiou Bolsonaro.

O bilionário brasileiro Abílio Diniz consagrou milhares de euros ao financiamento de dezenas de campanhas eleitorais, sobretudo aquelas de dois membros do partido de extrema-direita PSL.

Jair Bolsonaro se tornou o presidente do Brasil, vitorioso no segundo turno com mais de 55% dos votos. Este nostálgico da ditadura militar situado na extrema-direito no espectro político, se apoiou no Partido Social Liberal para conquistar o poder.

Ao mesmo tempo que os brasileiros elegeram seu chefe de Estado, eles votaram para renovar sua Assembleia Nacional, dois terços dos seus senadores, assim como os governados e as Assembleias Legislativas de 26 estados e da capital.

No quadro dessas eleições gerais o PSL conseguiu uma subida inédita, passando notadamente de 6 a 52 deputados.

Qual o papel da Bastamag concernente a esse escrutínio? O site de extrema-esquerda constata que um influente  acionista do Carrefour financia candidatos do partido de extrema-direita de Bolsonaro.

Alguns sites menos sérios consideraram bom escrever que o Carrefour tinha financiado diretamente a campanha de Bolsonaro. Trata-se de Abílio Diniz que está no Conselho de Administração do gigante da distribuição francesa. O brasileiro possui 7,86% das ações.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!