O Corinthians é melhor do que o Barcelona

Nosso colunista concorda com o ranking mundial da FIFA, que coloca o Timão à frente do clube catalão.

Corinthians
O time do Parque São Jorge está em 4º na lista da FIFA

Venho pensando desde a semana passada: o Corinthians é melhor que o Barcelona? A resposta é positiva na constatação do último ranking, divulgado no dia 4 deste mês, pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol. O Timão ficou classificado com o quarto melhor clube do planeta, contra a quinta colocação dos espanhóis. O Chelsea é o primeiro, seguido por Atlético de Madri e Bayern de Munique.

Depois de uma semana de análise, cheguei à mesma conclusão, apesar de certa resistência por não acreditar que o time que mais me encantei nos últimos tempos está perdendo seu posto absoluto no cenário do futebol mundial. Posto este que é ocupado atualmente, em minha opinião, pelo Bayer de Munique (tema que abordarei nas próximas análises).

Portanto, a colocação na qual o Corinthians encontra-se neste ranking é digna se levarmos em consideração, assim como foi feito na atualização do ranking, os feitos conquistados até o fim de 2013. E mais, ao avaliarmos o que cada clube tem apresentado dentro de campo nas últimas semanas, pondero: o Corinthians ainda é melhor, sim, que o Barcelona.

Digo isso, apesar de o Alvinegro não ter deslanchado em 2013, com ainda mais convicção depois da declaração do lateral-direito brasileiro Daniel Alves, um dos líderes do clube catalão.

“Penso que nós perdemos a magia, senão a intensidade que nos tornou diferente do resto, essa fome com que pressionávamos o rival quando perdíamos a bola. Concretamente, perdemos a fome de querer comer o rival. Essa gana que antes tínhamos, agora não se nota, e isso se contagia. As coisas boas se contagiam e as não tão boas também. Devemos recuperar tudo isso, e estamos trabalhando. Mas além do que dizem ou pensam, o trabalho vai nos permitir recuperar”, afirmou Dani, em entrevista ao jornal espanhol El Mundo, nesta segunda-feira, sobre o atual momento do Barça.

A falta de motivação será problema pelo lado catalão, visto que Daniel Alves, Messi e companhia têm pela frente uma dura missão: tirar a vantagem de dois gols do Milan, nesta terça-feira, no Camp Nou. Só assim avançarão para as quartas-de-final da Liga dos Campeões. Caso não consigam, o que acredito que não ocorrerá, o clima ficará ainda pior pelos lados do clube espanhol.

Pelo lado brasileiro, o Timão tem, por ser início de temporada, buscado encontrar a melhor maneira de atuar, já que Tite ganhou reforços de peso que ainda precisam de entrosamento com o resto do time. Isto, porém, é apenas uma questão de tempo.

Na segunda colocação do Grupo 5 da Taça Libertadores, o Alvinegro ganhará, para mim, o entrosamento ideal na fase eliminatória do torneio. Acredito que o clube classificará na primeira colocação e, ao mínimo, chegará à fase de quartas-de-final do torneio continental.

Nesta quarta-feira, o Corinthians tentará repor os pontos perdidos na derrota no México contra o Tijuana, no Pacaembu. Com o apoio da torcida, a força alvinegra estará de volta e, assim, demonstrará que é atualmente mais convincente e poderosa que a do time de Messi.

[highlight color=”eg. yellow, black”]Análises dos próximos desafios de Corinthians e Barcelona[/highlight]

Barcelona x Milan: O Milan é um time muito perigoso, sobretudo pelo seu poder de contra-ataque e marcação. Armas que serão usadas, e muito, no duelo desta terça-feira, diante do Barcelona, no Camp Nou. Por este motivo, vejo que Messi e companhia terão muita dificuldade para chegar ao ataque, assim como fora na primeira partida, no San Siro, em Milão. A vitória por 2 a 0 deu ao clube italiano uma gigantesca vantagem. Aposto em 1 x 1. Mais: o atacante italiano Balotelli fará o gol do Milan.

Corinthians x Tijuana: Apesar de o clube mexicano estar na ponta do Grupo 5 da Taça Libertadores, ele não será páreo para o Corinthians no Pacaembu. A força corintiana em casa, somada à volta da torcida ao estádio, dará um gás extra ao time. Alexandre Pato e Guerrero serão os diferencias da partida, contra a sólida mas fraca defesa mexicana. A vitória alvinegra sairá naturalmente e ainda no primeiro tempo. O time de Tite sabe que está devendo e fará de tudo para provar que é capaz neste duelo. Portanto, o Tijuana não conseguirá frear a força corintiana. Placar: 2 a 0 para o Timão.

Daniel Alves
Daniel Alves: “Nós perdemos a magia que nos tornou diferente do resto”

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!