O Deus de Zambelli não está na Bíblia, mas na igreja bolsonarista, onde apedrejar mortos é regra. Por Kiko Nogueira

Zambelli usa a Bíblia para atacar Bebianno, morto

Carla Zambelli publicou um tuíte no sábado, dia 14, em referência à morte do ex-secretário-geral da Presidência Gustavo Bebianno, vítima de infarto.

Escreveu o seguinte:

“O Senhor dos Exércitos jurou, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e como determinei, assim se efetuará. Isaías 14:24. Todos que se colocarem contra o projeto de Deus serão flechados e voltarão, naturalmente, às suas origens”.

Apagou em seguida, dada a repercussão negativa.

“Voltar às origens” é um toque extra de maldade e sabujice: foi assim que Bolsonaro falou ao ex-braço-direito quando o demitiu.

A estupidez transcende o caso de Bebianno: qualquer um que discordar do führer será “flechado”.

Zambelli casou-se há pouco numa capela dos Arautos do Evangelho. Vive citando a Bíblia, como o chefe, a quem devota fidelidade canina.

Qual o Deus de Zambelli?

Certamente mais próximo do Jeová vingativo do Velho Testamento.

Mas mesmo esse personagem não merece ser associado ao monstro que Zambelli e sua matilha evocam sem parar.

Um Deus mesquinho, vingativo, canalha, violento, mentiroso, capaz de tripudiar sobre cadáveres, ignorando filhos, pais e mães.

O Deus da deputada bolsonarista opera pelo medo, pela chantagem e pelo dinheiro.

Cospe no túmulo dos pobres. Difama, calunia, defeca sobre inimigos invisíveis, dá tiros de AK-47 porque diálogo é coisa de veado.

Não há espaço para compaixão, amor, conhecimento, sabedoria ou diálogo. Isso é fraquejada.

O Deus de Zambelli não é o do Papa Francisco, mas frequenta os templos de malafaias e felicianos.

O Deus de Zambelli é feito à sua imagem e semelhança, moldado com o barro do ódio.

E, quando Carla Zambelli O encontrar face a face, haverá de ser tratada como ela trata aqueles que não têm como se defender.

Está nos Salmos 94:1-2:

Ó Senhor, Deus vingador;

Intervém! Levanta-te, Juiz da terra;

retribui aos orgulhosos o que merecem.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!