O dia do levante contra o fascismo em SP em imagens

Neste domingo (31), em São Paulo e em outras capitais, os bolsonaristas, intervencionistas, militaristas, ultranacionalistas e olavistas encontraram um contraponto para sua sandice. Na avenida Paulista, para onde tem se dirigido algumas centenas de bolsonaristas todos os domingos, contrariando as recomendações sanitárias e de isolamento em tempos de pandemia, um outro grupo se fez presente: os dos que se levantam contra pleitos antidemocráticos e contra o autoritarismo.

A Polícia Militar de São Paulo mostrou de que lado está – o que de resto não pode ser surpresa para ninguém -, atirando bombas nos antifascistas e deixando livres aqueles que carregavam bandeiras ultranacionalistas e pediam o fechamento do Congresso Nacional.

De qualquer maneira, a mensagem ficou clara. Há, no Brasil, com pandemia ou sem ela, quem se levante contra os que investem contra a democracia. Veja, abaixo, imagens deste domingo na avenida Paulista, da fotógrafa Thais Haliski.

Polícia atira bombas em manifestantes antifascistas
Polícia investiga se confusão começou por causa de bandeira ultranacionalista, mas só atirou bombas nos antifacistas
Pela primeira vez desde o início da pandemia, bolsonaristas foram confrontados na Paulista
Momento em que militante bolsonarista ultrapassa bloqueio policial e dá início a confusão com antifascistas
A PM só cuidou de reprimir os manifestantes antifascistas
Militante antifascista tenta dialogar com policial
Bolsonaristas mostram seu amor pelo mito
Cidadão de bem
Policiais se preparam para reprimir ato antifascista
Avenida Paulista após repressão da PM ao ato antifascista

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!