O ex-BBB Pedro Bial completou sua metamorfose como uma espécie de Alexandre Garcia do Leblon

Bial com Olavo e a mulher dele nos EUA: “brilhante pensador”

Pedro Bial é, provavelmente, o maior babaca da TV brasileira — e olhe que a concorrência é duríssima num cenário em que despontam nomes como Ratinho e Silvio Santos.

Ex-jornalista, Bial tem um talk show que as pessoas só assistem depois que alguém fala alguma besteira e aquilo vai parar nas redes sociais.

Num papo com os chapas do Manhattan Connection, Bial deu uma cotovelada gratuita em Lula.

“O Lula já até disse que gostaria de fazer o programa comigo, mas tinha que ser ao vivo. Pode até ser ao vivo, mas teria que ter um polígrafo acompanhando todas as falas dele”, disse.

É uma piada de salão que um babaca como ele faz entre a turma e que arranca risadas forçadas dos puxa-sacos.

Já tinha feito isso com Petra Costa ao comentar “Democracia em Vertigem”.

O filme, pontuou o diretor frustrado de um documentário que nunca foi lançado, “vai contando as coisas num pé com bunda danado, com uma “narração miada, insuportável, onde ela [Petra Costa] fica choramingando”.

Bial tem lado.

Quando entrevistou Olavo de Carvalho, não precisou de detetor de mentiras.

Bastou sua sabujice.

Apresentou o guru fascista como “brilhante pensador”, dono de “artigos agudos e argutos nos jornais”.

Gabou-se de ter falado com Olavo anos atrás, indo na “maré contrária da vasta antipatia da elite intelectual tupiniquim”.

A Globo perdeu um Jô Soares e ganhou um Alexandre Garcia.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!