O ex-juiz intimado. Por Moisés Mendes

Sérgio Moro é ministro da Justiça e Segurança Pública – Foto: AFP

Vivemos para ouvir Sergio Moro dizer que o inquérito aberto por Augusto Aras é “intimidatório”.

Todos imaginamos que um dia ex-juiz sentiria o mesmo medo dos que foram acusados por ele e submetidos às prisões preventivas intermináveis da masmorra de Curitiba.

Mas eu nunca imaginei que seria tão cedo e que ele passasse a temer tanto os ex-parceiros.

Claro que Aras pediu autorização ao Supremo para a abertura do inquérito porque Bolsonaro quer encurralar o ex-subalterno.

Moro terá de provar (ele diz ter provas) de que Bolsonaro interferia politicamente na Polícia Federal. Ele disse mais: que Bolsonaro admitia que sua intervenção era política.

Não vai ser fácil a vida do juiz diante de um delegado, porque a acusação contra ele também é grave. Se as provas não forem aceitas, pode ser processado pode ser denunciação caluniosa.

E aqui eu vou fazer uma previsão, porque os videntes estão na moda. Se por acaso Moro não conseguir provar o que disse, Bolsonaro vai anistiá-lo e transformar sua decisão num gesto de grandeza.

Mais adiante escreverei sobre essa previsão, sustentada pela ‘coerência’ dos Bolsonaros em defesa da liberdade de expressão, que é movida por uma lógica muito própria.

OS LAUDOS ESCONDIDOS
Escrevi antes aqui que acredito na possibilidade de fraude envolvendo os laudos com os testes de coronavírus de Bolsonaro.

Por que deveria acreditar nos laudos que podem ser divulgados a qualquer momento, se o governo tem uma produção industrial de notícias falsas, sob o comando dos filhos do presidente e dentro do Palácio do Planalto?

Era só o que faltava acreditar que as manobras de Bolsonaro para fugir da apresentação dos laudos, por ordem da Justiça, busca mesmo proteger sua intimidades.

Se o governo se nega a fornecer os laudos e fomenta, pela própria atitude, as suspeitas de fraude, não seria eu que iria acreditar na lisura do governo.

É óbvio demais que Bolsonaro está escondendo alguma coisa, ou tentando esconder.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!