O guia turístico definitivo de Westeros, o reino de “Game of Thrones”

westeros

 

Westeros é um vasto continente com inúmeros reinos. A beleza das terras vassalas a Porto Real são ótimas para quem procura por novidades longe de seu continente nativo.

Mochileiros desavisados possivelmente não conhecerão a beleza e excentricidade do local sem ajuda de acompanhantes especializados.

 

Porto Real

King's_Landing

Nossa primeira parada é na terra do senhor de todos os reinos de Westeros, onde se encontra o Trono de Ferro. A capital dos sete reinos tem cerca de 500 mil habitantes e aqui é o lugar onde você encontrará as maiores celebridades do continente.

Hospedagem: A hospedagem em Porto Real poderá suprir as necessidades tanto daqueles que vão preparados para gastar muito, quanto daqueles que vão com o ouro contado.

Você encontrará facilmente quartos luxuosos nas proximidades do castelo real, com vista para a Baía da Água Negra e preços para quem pode pagar.

Se precisar de um lugar um pouco mais em conta, você será recebido calorosamente nas proximidades da Baixada das Pulgas, onde alguns moradores alugam quartos para turistas.

Turismo: A arquitetura local chama atenção por ser conservada desde os tempos em que a casa Targaryen governou os sete reinos. Mas o principal ponto turístico do local é o Jardim Real, que além de conter grande beleza natural, também pode-se encontrar por lá alguns dos passarinhos que levam sussurros ao membro do pequeno conselho, o eunuco Varys.

Se você é um homem que vai a Porto Real buscando por “diversão de verdade”, a casa de Petyr Baelish, o Mindinho, é o lugar certo. O estabelecimento oferece uma boa variedade nas mercadorias oferecidas. O custo pode ser um pouco alto, mas vale a pena se Kayla, uma das quatro mulheres do mundo que conseguem executar um “nó meerense” de forma correta estiver livre.

A principal atração da casa, a ruiva Ros, teve alguns problemas durante uma noite com o então Rei Joffrey e atualmente não se encontra em seus melhores dias.

Cuidados: A vida em Porto Real é sempre muito agitada. A taxa de mortalidade tem estado bem alta ultimamente, por isso, se você estiver pensando em visitar a casa de cerveja Sal-da-Terra, esteja atento para a possibilidade de ser esfaqueado na cabeça.

As Ilhas de Ferro

Pyke_HBO

Estas sete ilhas rochosas situadas a oeste de Westeros podem não parecer o melhor lugar para conhecer. Alguns dizem que o odor de peixe incomoda, mas este super guia irá tentar convencê-lo de que este é, sim, um bom destino.

Hospedagem: Por aqui as opções de hospedagem não são muito luxuosas, mas você pode encontrar um bom lugar no chão ou em um dos vários navios que ficam atracados na baía.

O preço deve ser combinado ao chegar no local. Caso queiram que você pague o “preço do ferro”, não aceite. Vai sair bem caro.

Turismo: Zombar daqueles que chegaram à ilha como prisioneiros e escravos é uma atividade bem popular. Caso queria assistir ao evento, conseguir um lugar entre o público pode ser complicado, esteja pronto para desembolsar algumas moedas de ouro.

Em Pyke, centro comercial e populacional, você pode visitar o mercado de marinheiros, onde são negociados os saques recentes destes. Se você estiver com paciência para barganhar, pode fazer alguma boa aquisição por lá.

Cuidados: O clima nas Ilhas de Ferro não é dos mais agradáveis. Ventos fortes e tempestades são frequentes. É preciso saber onde há um abrigo por perto, mas essa não deve ser sua maior preocupação.

Neste lugar a escravidão é bem comum, não recomendamos você encher muito a cara enquanto visita essas ilhas. Se não tomar cuidado, é possível que no outro dia você acorde acorrentado em um navio pirata.

As Gêmeas

Twins_long

É o lugar onde se encontra a ponte sobre o Rio Tridente, única travessia segura entre sul e norte em centenas de quilômetros. O senhor do castelo é o simpático senhor Walder Frey, uma figura carismática que costuma tratar bem seus visitantes.

Hospedagem: É uma tarefa árdua achar um lugar para se passar um tempo por aqui. Se você for uma mulher, no entanto, talvez consiga o aval do Lorde Frey para ficar em seu castelo. É claro, se estiver disposta a não ir embora tão cedo e, quem sabe, se casar com um de seus lindos filhos.

Turismo: O maior patrimônio das Gêmeas são os seus castelos que ligam a ponte sobre o rio que passa por ali, não há muito mais a ser visto. Sua passagem por estas terras não precisa ser muito longa.

Cuidados: Assim como nas Ilhas de Ferro, encher a cara nas Gêmeas pode não ser boa ideia. Dizem que as festas de casamento promovidas pelo senhor Walder Frey são bem fartas e animadas, mas é melhor estar sóbrio por conta de possíveis surpresas indesejadas.

Dragonstone

Dragonstone

A rica herança cultural de Westeros pode ser vista no próprio Castelo do Dragão, que fica localizado na baía da Água Negra e foi construído há mais de 500 anos pela casa Targaryen, mas atualmente é a morada da casa Baratheon.

Hospedagem: Carece de bons cômodos para turistas. A opção para quem quiser passar uma noite por aqui pode ser uma das celas vizinhas às de Selyse e Shireen Baratheon.

Turismo: O espetáculo na ilha fica por conta da senhora Melisandre, a Mulher Vermelha, que costuma queimar estátuas dos sete deuses antigos, ou ainda os próprios hereges que não aceitam o Senhor da Luz. O resultado é um lindo show ao luar de Westeros.

Cuidados: Não contrarie Melisandre. Esteja com suas preces ao deus R’hllor em dia, pois você não vai querer ser um dos incinerados em oferta a ele.

A muralha

 

Dragonstone

A parede de gelo com 200 metros de altura, construída para evitar a passagem de selvagens e outros seres aos reinos situados no sul é um ótimo destino para turistas.

Por uma pechincha, pode-se usar o elevador da patrulha da noite para subir ao zênite da muralha e apreciar a vista do “topo do mundo”.

A maior ambição entre os homens que a visitam é urinar a partir do topo da mesma, assim como feito por Tyrion Lannister, também conhecido como Duende.

Harrenhal

Harrenhal1

Situado ao sul do Rio Tridente e a noroeste de Porto Real. É o maior castelo de Westeros, porém, se encontra parcialmente arruinado por conta dos ataques do dragão Balerion, por ordem de Aegon Targaryen.

Era a fortaleza mais resistente de todo o continente, mas após os ataques de Balerion, tornou-se um grande conjunto de pedregulhos derretidos. Muitos dizem que é uma terra mal assombrada.

Norte da Muralha

wildlings

Para os viajantes mais radicais, o norte da muralha é o destino perfeito. Esta é uma terra onde não há reis e você não precisa se curvar a nenhum Lorde. É onde você encontrará o povo livre.

Não há muito que fazer além da muralha, mas você pode ver White Walkers, gigantes e outras bestas desconhecidas. A maior população nesta área é de selvagens, sendo eles de aproximadamente 90 tribos diferentes.

Agende sua expedição por Westeros o quanto antes, afinal, não sabemos por quanto tempo o continente estará apto para o turismo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!