O jabá no “jornalismo gastronômico”