O mundo precisa interditar Bolsonaro. Por Moisés Mendes

Publicado no Blog do Moisés Mendes

O exemplo dado por Bolsonaro.
FOTO: ALAN SANTOS/PR

O Brasil poderia ser o primeiro caso de intervenção mundial do século 21 em nome da contenção de um crime contra a humanidade.

Bolsonaro deve ser interditado, afastado, preso preventivamente e julgado por um tribunal internacional.

Seria uma vergonha que nenhum outro país enfrentou, mas que deveríamos enfrentar.

A Alemanha sabe que não conseguiria se livrar sozinha de Hitler. O Brasil talvez precise reconhecer que, antes da eleição do ano que vem, é incapaz de se livrar sozinho de Bolsonaro.

MANIFESTOS

Saiu mais algum manifesto de banqueiros, empresários e economistas liberais pedindo que Bolsonaro seja humano?

Não estou conseguindo acompanhar todos os manifestos da direita.
Só falta sair um manifesto pedindo humanidade aos genocidas, assinado pelo Merval, Miriam, Mainardi, Garcia, Waack, Camaroti e Cantanhede.

Pode sair até manifesto da Ku Kux Klan pedindo que Bolsonaro envie rosas às famílias, junto com o auxílio emergencial de R$ 150.

Daqui a pouco não tem mais vaga nem nos corredores do Albert Einstein. E não tem como ir a Miami para tomar vacina. Nem a Buenos Aires para aproveitar a vacina russa dos kirchneristas.

A direita tenta salvar a alma com manifestos, mas a alma dos que inventaram Bolsonaro já tem dono. A direita rica não tem como escapar da culpa e do genocídio.

E a direita pobre está conformada com a ilusão de que faz parte da direita rica. E que a direita rica ainda irá salvá-la.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!