O petróleo sobe, mas o governo continua entregando-o para os gringos a preço de banana. Por Mauro Santayana

Plataforma (Foto: Divulgação/Petrobras)

Publicado originalmente no blog do autor

POR MAURO SANTAYANA, jornalista 

Recorrendo, mais uma vez, ao velho golpe e à esfarrapada desculpa de um Brasil quebrado – apesar de este país ter 380 bilhões de dólares (1.5 trilhão de reais) em reservas internacionais e ser o quarto maior credor individual externo dos Estados Unidos, além de apresentar uma das menores dívidas com relação ao PIB entre as 10 maiores economias do mundo – o governo Temer – em uma semana em que o petróleo subiu fortemente, chegando a 80 dólares o barril – cometeu o crime de lesa-pátria de entregar aos gringos vários poços do pré-sal a preço de banana.

Entrarão nos cofres do governo, em troca de bilhões de barris de petróleo, agora, apenas 6.8 bilhões de reais, aproximadamente um bilhão e meio de dólares, ou mais de 200 vezes menos do que temos em dólares em nossos cofres, graças aos governos do PT, partido que, segundo alardeia o absurdo senso comum do discurso quase único da imbecilidade fascista imperante, teriam supostamente “quebrado” o país nos últimos anos.

Pior que essa nova etapa do entrega-entrega de Temer, cumprida quase no apagar das luzes de seu governo mambembe, de nossas reservas de petróleo para os norte-americanos da Exxon e os anglo- holandeses da Shell, só a insistência de Haddad em não abordar esses dados econômicos em sua propaganda e nos debates, cometendo, às vésperas de eleições cruciais para o futuro do Brasil, o mesmo erro no qual Lula e Dilma insistiram ao longo de 14 anos.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!