“O presidente deixou os governadores à mercê da desgraça que viria”, diz Witzel

Wilson Witzel na CPI da Covid. Foto: Reprodução/TV Senado

Em seu discurso de abertura na CPI da Covid, o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que governadores de todo o país “suplicaram” por ajuda do governo Bolsonaro mas ficaram “desamparados”.

“Pedimos ao presidente da República diversas vezes… É preciso que todas as cartas que os governadores fizeram sejam encaminhadas à CPI. Fizemos várias reuniões suplicando ao presidente, para que encontrássemos soluções em conjunto. Como outros países encontraram. Os governadores, os prefeitos, ficaram desamparados do apoio do governo federal. Está tudo documentado”.

Ele afirma que está “tudo documentado” e que o governador de São Paulo foi “frontalmente atacado” em reuniões com o presidente.

“O presidente deixou os governadores à mercê da desgraça que viria. O único responsável pelos 450 mil mortos que estão aí tem nome, tem endereço e tem que ser responsabilizado aqui, no Tribunal Penal Internacional, pelos fatos que praticou”.

O ex-governador foi interrompido por um senador da tropa de choque bolsonarista, que o acusou de fazer “comício”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!