O que dizem os números de setembro do DCM

DCM-logo-2-e1359481880135

O DCM tem, regularmente, compartilhado suas novidades aqui neste espaço.

É hora de fazer isso mais uma vez.

Setembro foi, de novo, um mês para não esquecer. Segundo o Google Analytics, a ferramenta mais respeitada de medição de audiência na internet, o DCM ultrapassou a marca de 1,8 milhão de visualizações.

O número de visitantes únicos passou de 700 mil. 739.183, precisamente. Para que você tenha uma ideia, em janeiro, quando com a criação da seção Essencial o DCM adquiriu as feições de hoje (filtro de notícias quentes mais análises), os visitantes únicos eram dez vezes menos. Repito: um décimo.

Isso significa que, em nove meses, o DCM cresceu dez vezes. Somos hoje um dos 40 maiores sites de notícias do Brasil.

Também para que você possa avaliar melhor: a Veja – 45 anos de existência, principal marca de um grupo bilionário como a Abril – tem 8 milhões de visitantes únicos por mês. O Estadão, 9.

Pelo ritmo de crescimento, chegaremos ao ‘Clube do Milhão’ ainda em 2013. E depois? Bem, no fim, quando se trata de mídia, o que define tudo é a qualidade do conteúdo. Isso nos enche de confiança sobre o futuro: temos fé no nosso conteúdo, na nossa capacidade de enxergar o zeitgeist, o espírito do tempo.

Confiamos na essência de nosso conteúdo. E na embalagem também: não basta um texto ter a mensagem certa. Ele tem que ser bem escrito também.

A alma do DCM é sempre a mesma: apartidarismo e independência totais. Nosso compromisso é, exclusivamente, com um Brasil ‘escandinavo’ – sem a brutal desigualdade que ainda hoje caracteriza a sociedade brasileira.

Sonhamos, e lutamos por isso, com uma terra libertária, democrática genuinamente, igualitária na essência, em que todas as crianças tenham direito à mesma educação gratuita e todos os velhos tenham a tranquilidade trazida por um sistema de saúde pública de alto padrão.

Sonhamos com um país regido pelo que na Dinamarca é conhecido como ‘Janteloven’ – as leis de Jante, uma cidade fictícia em que ninguém se acha melhor que ninguém pelo tamanho da conta bancária.

“Não sou melhor que você e nem você é melhor que eu”: a Janteloven, sintetizada, é isso.

E esta a visão de futuro do DCM. É nosso combate. Era assim com 80 mil visitantes únicos, é assim com 800 mil e será assim sempre, na companhia milionária de cada leitor que compartilha a mesma causa de uma sociedade justa, democrática, igualitária, meritocrática – e por causa disso tudo ensolaradamente feliz.