O que Tite está esperando para dispensar Neymar de uma vez? Por Ricardo Kotscho

Neymar

Publicado originalmente no Balaio do Kotscho

POR RICARDO KOTSCHO

“Eu não vou me permitir a julgar os fatos. O que eu posso passar são três anos de convívio com o Neymar”, proclamou Tite, para encerrar logo o assunto, mas acabou falando 50 minutos na entrevista coletiva de segunda-feira só sobre as acusações contra o jogador.

Ninguém pediu a Tite para julgar nada, que isso não é função dele, nem para falar sobre o seu convívio com Neymar, que só interessa aos dois.

Técnico da seleção não é babá nem advogado de jogador. Ganha um altíssimo salário para montar um time competitivo, manter um ambiente de trabalho sadio e prestar contas à torcida numa língua que todos possam entender.

Neymar é maior de idade, tem 27 anos, uma fortuna respeitável e um batalhão de advogados, assessores e agentes para cuidar da sua carreira, além do pai onipresente.

Quem vai julgar Neymar é a Justiça, de acordo com as provas das investigações sobre denúncias de estupro e divulgação de imagens íntimas.

Não sou eu nem Tite quem vai dizer o que aconteceu entre quatro paredes num hotel em Paris.

O fato concreto é que, inocente ou culpado, o rapaz de tornou um estorvo na seleção, como já escrevi aqui, e não é de hoje.

Desde as eliminatórias da Copa da Russia, tudo na seleção gira em torno de Neymar.

Os demais jogadores são apenas coadjuvantes do grande craque e a comissão técnica, assim como a imprensa, parecem só se preocupar com ele.

Antes, os problemas se limitavam às constantes contusões. Se joga ou não joga a próxima partida.

Depois da Copa perdida, ele se machucou de novo, brigou com o técnico e os colegas do PSG, e começou a arrumar confusões fora de campo.

A simples presença diária de carros de polícia na concentração da Granja Comary, onde Neymar só chega de helicóptero, já uma uma anomalia.

Se é tão amigo do jogador, o técnico deveria dispensá-lo da Copa América, para cuidar da sua defesa, e passar a se preocupar com os outros 22 jogadores.

Até agora, Tite não conseguiu definir um time titular e um esquema de jogo capaz de surpreender os adversários.

Com medo de perder o emprego, o técnico convocou jogadores veteranos que não estarão na próxima Copa, em lugar de montar desde já um novo time com as boas revelações do futebol brasileiro.

Tite faria um grande favor a Neymar e ao futebol brasileiro se tivesse a coragem de acabar de uma vez com essa novela mexicana, que está prejudicando o seu trabalho e o da equipe.

Cada dia que passa sem tomar uma atitude, mais o técnico está queimando o seu filme _ ele que, pouco tempo atrás, chegou a ser uma unanimidade de crítica e de público.

Desse jeito, a seleção brasileira virou um triste espelho do país que está sendo destruído em todos os campos.

Vida que segue.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!