O Real Madrid sempre foi o sonho de Vini Jr., mas vale a pena sofrer tanto racismo por isso?

Atualizado em 21 de maio de 2023 às 18:26
Vini Jr.: mais um ataque racista

O sonho de menino de Vinícius Júnior sempre foi brilhar no Real Madrid. E nas últimas duas temporadas ele conseguiu isso de maneira linda. Hoje, sem medo de errar, é o melhor jogador do time merengue. E além de tudo, é um rapaz carismático, de riso fácil e sem nenhuma atitude que o desabone em sua carreira.

Só que esse sonho vem se mostrando cada vez mais cruel com ele. Hoje, na derrota do Real Madrid para o Valencia, mais um ato racista de torcedores adversários, que gritavam “Mono, mono” (“macaco”, em espanhol). Tudo isso com grande complacência de LaLiga, de clubes adversários e da imprensa do país ibérico.

O episódio no jogo de hoje foi especialmente doloroso, pois nem os jogadores do próprio time o apoiaram com contundência. Benzema, capitão do Real Madrid, teve uma postura tímida com a situação.

O próprio Real Madrid até o momento não postou nenhuma nota repudiando o ato.

Vinícius é admirado em todos os lugares do mundo. Na última quarta, viralizou uma conversa divertida dele com o técnico Pep Guardiola, do Manchester City, durante partida da semifinal da Liga dos Campeões da Europa.

Com certeza, em outro lugar, ele seria aplaudido e não alvo de ataques nojentos semanais no país em que escolheu jogar depois de sair do Brasil.

Sabemos que o sonho de Vinícius sempre foi o Real Madrid. Mas será que vale a pena ficar em um lugar que não te apoia só por este sonho?