O ritmo alucinado de postagens no Instagram mostra que Rosângela Moro não vive seus melhores dias

As postagens de Rosângela no Instagram

O estado de ânimo de Sergio Moro pode ser medido pelas publicações de sua mulher, Rosângela, na rede social. Desde ontem, quando foi publicada a atual edição de Veja, com diálogos que escancaram a parcialidade de Moro, Rosângela fez seguidas postagens no Instagram, para atacar a revista, para enaltecer Bolsonaro e para ficar bem o ministro Luís Roberto Barroso, do STF.

Também postou uma foto com o marido e uma mesa de frios e frutas, e disse que Curitiba estava gelada, mas o coração deles estava aquecido.

No total, foram seis postagens no Instagram, o que parece ser um esforço para dizer que está tudo bem. Como se sabe, quem está bem não se preocupa em contar aos outros, via rede social.

Rosângela demonstra um empenho para recuperar os tempos de ouro da popularidade do marido, no auge da Lava Jato, quando criou no Facebook a página Eu MORO com ele, destinada à idolatria do então juiz.

Na ocasião, contava com a experiência de Cláudia Vasconcelos, que, nas atividades de propaganda de Moro, fez mais do que escrever posts sob inspiração de Rosângela.

Ela era amiga de Cláudio Dantas, o jornalista de O Antagonista que foi o principal canal de vazamento de documentos da 13a. Vara da Justiça Federal em Curitiba.

A proximidade de Cláudio Dantas com Moro e Rosângela no início constrangeu funcionários da Justiça Federal. Mas depois todos se acostumaram, e O Antagonista passou a ser visto como aliado do comandante da Lava Jato.

Rosângela também constrangeu a turma da Lava Jato por fazer propaganda e comemorar a eleição de Bolsonaro, conforme revelam as mensagens divulgadas pelo Intercept, com base em material fornecido por uma fonte mantida sob anonimato.

A procuradora Monique Cheker criticou. “A ‘escadinha’ disso tudo foi terrível: Moro ajudou a derrubar a esquerda, sua esposa fez propaganda para Bolsonaro e ele agora assume um cargo político. Não podemos olhar isso e achar natural”, disse.

José Robalinho Cavalcanti afirmou que esses gestos eram um “erro crasso” que comprometiam Moro. “E muito”.

Laura Tessler, aquela que Moro afastou na audiência com Lula, disse, em 31 de outubro de 2018, assinalou: “Acho péssimo”.

Por sua vez, a procuradora Isabel Cristina Groba Vieira, da Lava Jato em Curitiba, afirmou: “Ele se perdeu (na vaidade) e pode levar a Lava Jato junto.”

As ações de Moro são sempre precedidas por gestos de Rosângela, mas ainda não é possível saber se é ele quem a estimula ou se é ela quem coloca o marido em movimento.

Importa, neste momento, registrar que o casal está passando recibo de que vive um momento de tensão e quase descontrole, e seus seguidores perceberam.

“Sabemos o quanto está difícil para vocês, Deus lhes dê forças para suportar todo esse mal que fazem a vocês”, disse um deles.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!