O soneto e a emenda da ameaça de Damares Alves. Por Moisés Mendes

Atualizado em 18 de agosto de 2023 às 8:53
Damares Alves. (Foto: Reprodução)

Damares Alves não conseguiu remendar o que foi entendido na CPI do Golpe, por jornalistas, por integrantes da comissão e pelas torcidas do Flamengo e do Bangu, como a ameaça de uma senadora da República ao hacker Walter Delgatti.

Foi isso o que ela disse ao hacker:

“Walter, o meu recado fica para ti. Você mentiu, você tinha aliança com o PT. Você estava com raiva, o PT te largou na mão porque você foi para a cadeia, foi para a direita, agora está voltando. Só vou dizer o seguinte, a vida dá volta e é a tua vida que está em risco”.

O deputado Rogério Correa (PT-MG) disse depois que Delgatti havia ficado calado, durante a tarde, por temer pela sua vida.

Correa afirmou:

“O senhor Walter Delgatti foi aqui ameaçado. Não vou colocar o vídeo para não constranger quem fez a ameaça, que é membro da CPI e senadora da República. Mas que chegou a dizer ao senhor Walter Delgatti a seguinte frase: a vida dá volta e a tua vida que está em risco. Ora, é evidente que qualquer um se sente ameaçado. (…) Fez bem o Walter Delgatti em silenciar”.

Correa pediu que Delgatti fosse incluído no programa de proteção a testemunhas. Cid Gomes, presidente interino da comissão, informou que a CPI pediu proteção ao hacker aos ministérios da Justiça e dos Direitos Humanos.

Walter Delgatti Neto com expressão séria
Hacker Walter Delgatti Neto na CPI do 8/1 – Reprodução

Damares tentou remendar e disse que protegeu “um monte de gente” quando ministra dos Direito Humanos.

Disse que até ali achava que o deputado Correa (sem citar seu nome) “jogava limpo” e o acusou de ter manipulado uma frase sua. E afirmou:

“Jogou (o deputado Correa) de uma forma errada e suja, dizendo que eu ameacei a testemunha. Eu disse para a testemunha que ele já colocou toda a vida dele em risco, todos os projetos de vida dele. Porque eu vejo esse homem no mínimo mais uns 10 anos na cadeia. Que ele se afaste do crime. Eu falei inclusive como mãe. Os colegas aqui não foram generosos com ele, mas eu ainda fui generosa em dizer sai do crime, não dê exemplos para os jovens do Brasil. Onde está a ameaça?”

E agora? Ameaçou ou não ameaçou? Toda a imprensa, dos jornalões aos sites progressistas, estampou em manchete que foi uma ameaça.

E acontece o quê? Não acontece nada, pelo menos com Damares. Mas o Brasil todo sabe o que pode acontecer com Delgatti.

Originalmente publicado no Blog do Moisés Mendes

Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link