O Tribunal da Globo começa a “executar” Lula. Por Fernando Brito

Lula e Globo (Foto: Reprodução)

Publicado originalmente no Tijolaço

POR FERNANDO BRITO, jornalista e editor do blog Tijolaço

Daqui a pouco, começa a sexta-feira da vergonha no Tribunal Superior Eleitoral.

A Rede Globo exige-lhe uma solução rápida e final.

Leia-se: cassação do registro de Lula, proibição de que ele fale e até mesmo seja visto na propaganda eleitoral.

Os ministros que se virem para gaguejarem desculpas para ignorarem a determinação da ONU de que seja garantido o direito de Lula concorrer e de participar da campanha.

Luiz Roberto Barroso e Rosa Weber vão ter de passar a vergonha de, depois de terem dito em outras ocasiões que o Brasil deve cumprir decisões a que se obrigou pelo Pacto pelos Direitos Humanos, que desta vez ele “não vem ao caso”.

Se não se anteciparem para cassar o registro, vão ter de fazer outra pirueta: como impedir Lula de aparecer na TV e no rádio se o artigo 26 da Lei 9.504/97 diz literalmente: “O candidato cujo registro esteja sub judice poderá efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição”.

Só se disserem: nós somos ministros, deixamos, mas a Doutora Carolina Lebbos, carcereira de Lula, não deixa.

Ou adotarem a incrível tese do Ministério Público que não se pode “desperdiçar” os custos do horário eleitoral gratuito com um candidato que é “inelegível”, embora este esteja no gozo pleno de seus direitos políticos.

É terrível ver a Justiça Eleitoral, criada para termos eleições limpas, esfregar-se na lama para impedir que se candidate – e até que se manifeste – o homem que tem, disparado, a maior preferência do eleitorado.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!