O “valente” Ciro trocou a luta pela democracia por férias na Europa. Por Carlos Fernandes

 

Ciro Gomes (TV Globo/Reprodução)

Três dias após o primeiro turno das eleições, o PDT finalmente declarou oficialmente seu “apoio crítico” (seja lá o que isso venha a ser) à candidatura de Fernando Haddad.

Ciro Gomes ainda afirmou que não fará campanha para Haddad, muito menos subirá em seu palanque para pedir votos contra a instalação da barbárie no Brasil.

Até porque, enquanto todos nós democratas e progressistas estivermos lutando incansavelmente para que o fascismo não avance nesse país, Ciro e sua família estarão em viagem à Europa gozando do que deve considerar merecidas férias.

Declarou ainda que estará de volta a tempo de votar no segundo turno.

No mais, não deixou exatamente claro o que fará quando estiver sozinho naquele momento único entre ele e a urna.

Vou confessar-lhes uma coisa: nunca me senti tão honrado em não votar num candidato

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!