O VÍDEO em que Gilmar chama Moro de ‘Russo’ e diz que a Lava Jato cometeu suicídio

Em entrevista à CNN Brasil nesta sexta-feira (5), o ministro do STF Gilmar Mendes fez duras críticas à extinta Lava Jato de Curitiba.

O magistrado defendeu o fim da força-tarefa, decretado nesta semana, e afirmou que Sergio Moro era o “chefe” da operação.

Gilmar citou os vazamentos das mensagens do então juiz com procuradores e disse que a Lava Jato estava passando por um processo de “descolamento institucional”.

O ministro ainda rebateu a fala da jornalista Míriam Leitão sobre a força-tarefa de Curitiba ter sido “assassinada”: “Um colega de vocês (jornalistas) escreveu que a Lava Jato não morreu, foi assassinada. Eu diria que ela cometeu suicídio”, afirmou.

“Eles se tornaram home office do crime. A partir dali (dos presídios), se comanda a criminalidade. Prendemos bastante, mas talvez estejamos prendendo mal. Precisamos nos organizar, porque o crime está organizado. Mas o estado está mal organizado.”

Assista à entrevista na íntegra: