Onyx cai em desgraça com Michelle Bolsonaro, sofre fritura e deve ser substituído por Damares Alves

Onyx e Damares

A batata de Onyx Lorenzoni está assando em fogo alto, diz ao DCM uma fonte ligada ao governo.

Onyx bateu de frente com a primeira-dama Michelle Bolsonaro e agora a ala militar aproveita para torrá-lo junto a Bolsonaro.

Michelle não perdoa Onyx por ter demitido sua amiga Ely Harasawa, ex-secretária nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano, que comandava o programa Criança Feliz.

Numa prova de que tudo o que é ruim pode piorar, ele deve ser substituído por Damares Alves.

Onyx tenta se salvar se apoiando nas lideranças evangélicas e colocou o bispo Rodovalho na parada.

“Ele não quer voltar de jeito nenhum para a Câmara, onde enfrentaria um inferno e teme ser  jogado para as profundezas do baixo clero”, diz a fonte.

Como ministro, ganhou mais inimigos no parlamento do que já tinha quando capitaneou as 10 medidas picaretas de Deltan Dallagnol.

Hoje, o serviçal de Bolsonaro não tem espaço nem no próprio DEM, onde é acusado de haver ignorado o  partido e humilhado lideranças e parlamentares quando na Casa Civil.

A traição a Mandetta também conta.

Será um final melancólico para um dos maiores puxa-sacos à disposição no Planalto.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!