Os 7 melhores momentos de Michael Jackson

As músicas, os conceitos, as danças e as coreografias do gênio que nos deixou há 5 anos.

michael jackson

Michael Jackson morreu há exatos 5 anos. Dono de um talento único na história da música pop contemporânea, viveu entre os altos do sucesso absoluto e os baixos de seus vários problemas pessoais.

Em homenagem, o DCM selecionou os 7 grande momentos de sua carreira.

7 – Black Or White

MJ foi vítima de vitiligo, doença que causa perda da pigmentação natural da pele. Conforme ela se alastrou, o cantor resolveu se tornar branco por inteiro, num processo de clareamento que durou alguns anos. Em seu primeiro álbum definitivamente “branco”, MJ lançou Black Or White como primeiro single, contestando a diferença entre as raças. O vídeo-clipe teve participação do então astro mirim Macaulay Culkin.

 

6 – Thriller

O single de 1982 foi carro-chefe do álbum mais vendido até hoje, num total de mais de 40 milhões de CDs. Este vídeo-clipe traz ainda a genialidade de MJ como coreógrafo, além de ser um marco dos vídeo-clipes, sendo praticamente um curta-metragem.

 

5 – We Are The World

Ninguém pode acusar MJ de não ter tentado. Por mais bizarro que possa soar hoje, We Are The World foi uma tentativa de jogar luz em um problema de pobreza extrema que continente africano vivia (e ainda vive). Este single foi chamado de demagogo e marqueteiro, e ninguém jamais vai saber as reais razões pelas quais ele o fez, mas o fato é que com ele, MJ e Lionel Ritchie foram capazes de juntar alguns dos maiores cantores americanos num belo coral.

 

4 – Smooth Criminal

A história de Annie, que é roubada por um criminoso “liso”, talvez seja a melhor coreografia coletiva de MJ. O conceito criado em torno dos gângsteres americanos dos anos 20 fez este ser um de seus melhores víde-clipes. Além disso, esta música marca a primeira aparição do sapato anti-gravitacional, criado e patenteado pelo próprio cantor.

 

3 – Don’t Stop Till You Get Enough

Esta foi a música que mostrou que Michael Jackson poderia seguir trabalhando em alto nível sem os irmãos. Uma das maiores músicas do funk/soul/disco sela o começo da parceria entre MJ e o produtor Quincy Jones, que participaria de seus maiores trabalhos.

 

2 – Billie Jean

MJ mudou definitivamente de patamar como dançarino com Billie Jean. Não com a dança original do primeiro vídeo-clipe, mas com a dança que ele criaria, com começo, meio e fim para esta apresentação, que já foi atribuída na internet ao Grammy, mas que na verdade foi feita para um programa em homenagem aos 25 anos da gravadora Motown (um marco da música negra americana). Esta foi a primeira aparição do moonwalk, em que Michael Jackson anda para trás com o movimento de quem anda para frente.

 

1 – I Want You Back

Nem aos 50 anos, diante da morte iminente, MJ deixou de ser criança. Para fechar esta seleção, aqui está o gênio criança como provavelmente gostaria de ser lembrado pela eternidade, ao lado de seus irmãos, com nariz intacto, o sorriso no rosto, a coreografia ainda um tanto mal acabada, falando do amor que ele procuraria pelo resto da vida – e jamais encontraria, se não, provavelmente, em seus filhos.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!