Os Bolsonaros sofreram crise de estupidez familiar. Por Fernando Brito

Publicado no Tijolaço

POR FERNANDO BRITO

Renato Aragão, no seu velho personagem Didi Mocó, tinha uns bordões nonsense, entre eles um que não dizia coisa alguma: “assim como são as pessoas, também são as criaturas”.

Jair Bolsonaro, hoje, parece que foi fazer companhia à filosófica do Trapalhão, com uma frase dita na saída do Palácio da Alvorada:

“Assim como no passado as Malvinas estavam para a Argentina, hoje a Alemanha está para o Brasil”

Hein?

Queremos anexar a Alemanha? A Alemanha quer nos anexar e vai mandar uma frota de navios de guerra para cá?

Se alguém descobrir o sentido, cartas para a redação.

Mas hoje a lua pegou de jeito a família: Carluxo transformou Álvaro Dias em comunista e seu partido em vermelho. Vá, vereador, acaju, no máximo, não é?

Dudu, o embaixaburguer, tuíta uma fotomontagem da ativista Greta Thunberg tomando café com crianças pobre na janela e outra em que ela faz uma cara de raiva, dizendo “roubaram meus sonhos” ao lado de Jair Bolsonaro com uma bandeja de sonhos de padaria.

O que ganham com isso? Alguma caixa de calmantes?

Se o Silas Malafaia não fosse brigar, será que iriam correr atrás de doces porque hoje, 26, para os católicos, é Dia de São Cosme e Damião, como faziam as crianças, quando elas ganharem balas não tinha o sentido macabro de hoje?

Para você não achar que o louco sou eu, aí vai o vídeo:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!