Sabe aquela história de que os opostos se atraem?

Pois é: o cubano Fabio Hernandez diz que é uma bobagem.

O artista Jeff Koons e Ciciolina eram diferentes e deu no que deu
O artista Jeff Koons e Ciciolina eram diferentes e deu no que deu

Uma das teses amorosas mais tolas que existem é a dos opostos que dão certo. Duas pessoas diferentes se completariam e, como nas novelas mexicanas ou na Caras, viveriam uma lua de mel que só terminaria no cemitério. Os contrários se atraem, dizem os defensores dessa tese. Pois tudo que vi e vivi me fez convicto do seguinte: os contrários se repelem. Não existe mais maneira mais eficaz de conseguir uma relação frustrante do que dar seu braço a uma pessoa diferente, na essência, de você. Há uma sabedoria na união de pessoas parecidas. Até na idade. Homem velho e mulher jovem, por exemplo, é uma cena patética. Bem como mulher velha com homem jovem. Já pedi a meus amigos: se um dia me virem com uma mulher muito mais jovem, favor me internar. Fiquei maluco.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!