Os reais cidadãos de bem são os que não deram a bala que matou Ágatha a PMs que invadiram hospital. Por Kiko Nogueira

Ágatha Félix, 8 anos, assassinada pela PM de Witzel

Quando você achar que tudo está perdido, pense nos verdadeiros cidadãos de bem que enfrentaram meliantes no Rio de Janeiro num hospital carioca.

Entre dez e 20 policiais militares invadiram o Getúlio Vargas, na madrugada do dia 21 de setembro, para roubar a bala que causara a morte da menina Ágatha Félix na noite anterior.

Segundo a Veja, apesar da insistência da PM, a equipe de plantão se recusou a entregar o projétil, encaminhado enfim à Polícia Civil.

Os profissionais, naturalmente, temem represálias, o que deve impossibilitar o depoimento sobre o caso.

Pelo Twitter, o governador Wilson Witzel fez demagogia, sua especialidade.

“Minha posição é firme: tudo será apurado com rigor. Os fatos, se comprovados, são inadmissíveis. Os culpados serão punidos”, escreveu.

Ágatha foi executada com um disparo de fuzil nas costas numa Kombi no complexo do Alemão.

Um laudo concluiu que um fragmento retirado do corpo dela é compatível com o fuzil utilizado pelos policiais.

Testemunhas, entre elas seu avô, relataram que não havia tiroteio.

É mais fácil um camelo passar no buraco de uma agulha do que Witzel mandar investigar o ocorrido naquela madrugada.

Os médicos e enfermeiros que não se dobraram àqueles bandidos são heróis anônimos, que honram seu ofício e sua cidadania.

Monstros que penetram num local repleto de doentes para dar cabo de uma prova da execução de uma menina são capazes de qualquer coisa.

E, no entanto, não lograram sucesso graças a homens e mulheres de caráter.

É provável que jamais os conheçamos.

Mas é dessa gente que o Brasil precisa, é com essa gente que esse lugar será reconstruído.

Cidadãos de bem.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!