Padre contra máscara diz que quem morrer agora de covid-19 vai mais cedo para Deus

Paróquia da Natividade de Maria

Publicado originalmente no Blog do autor:

Por Paulo Lopes

Um padre da Argentina disse aos fiéis em uma cerimônia festiva que eles não precisavam usar máscara contra a Covid-19 porque o novo coronavírus não entra na igreja e aqueles que morrerem agora por causa da doença “vão primeiro para Deus”.

O padre é Ariel Mantelli, da província de Justiniano Posse, com 8.500 habitantes.

A comunidade não tinha registrado nenhum caso de Covid-19. Depois da missa de 8 de setembro, houve 16 diagnósticos da doença e 1.000 pessoas tiveram de ser colocadas de quarentena — quase 10% da população.

Fiéis que estiveram na missa celebrada na paróquia da Natividade de Maria confirmaram às autoridades que o padre Mantelli defendeu a retirada da máscara do rosto, não respeitando, também, o protocolo de um distanciamento mínimo entre as pessoas.

“Não é preciso ter medo da morte porque aqueles que morrerem [agora] vão primeiro para Deus”, disse o padre, de acordo com relato de fiéis.

Oscar Gomez, o diretor do hospital local, acredita que haverá outros casos de Covid-19 em pessoas que tiveram contato com quem participou da missa.

O Ministério Público Federal está investigando as responsabilidades do padre Mantelli, que tem se recusado a falar com jornalistas.

O Arcebispado de Villa María, responsável pela igreja da Natividade de Maria, comunicou que está colaborando com as investigações.

Ariel Mantelli não é um padre carismático, mas têm seguidores que estão lhe dando apoio neste momento.

Ele já era conhecido por ser anticiência. O Facebook deletou seu perfil por ele estar se colocando contra a vacina e a quarentena.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!