VÍDEO: “Palhaçada o STF fazer gentileza com quem vai no 7 de setembro”, diz Ailton Krenak ao DCM

Atualizado em 1 de setembro de 2021 às 10:45
Ailton Krenak em entrevista ao DCM TV

Em entrevista ao DCM TV, o líder indígena Ailton Krenak falou sobre o julgamento do marco temporal pelo STF.

Nesta quarta-feira (01/09), a corte retoma a votação, que deverá balizar os processos de demarcação das terras indígenas.

Se especula desde o início da semana, porém, que um dos ministros vai pedir vista e a decisão será adiada.

O motivo para o adiamento, segundo a jornalista Maria Cristina Fernandes, do Valor, seria a preocupação do Supremo em não acirrar os ânimos dos bolsonaristas para os atos golpistas de 7 de setembro.

De acordo com Krenak, isso é uma “conversa subserviente e vergonhosa”.

“O STF tem que defender a Constituição, não tem que fazer gentileza com quem vai desfilar no dia 7 de setembro. Isso é uma palhaçada”, disse ele.

Acompanhe a entrevista ao vivo:

LEIA MAIS

1. Entenda o “bolo de retrocessos” que o PL 490 carrega

2. Estátua de Pedro Álvares Cabral no Rio é incendiada e pichada em protesto contra PL 490

3. Lideranças querem apoio da União Europeia contra invasão de garimpeiros

PL 490 já foi aprovado na Câmara

O PL 490/7, que dificulta demarcação de terras indígenas, é aprovado na CCJ da Câmara.

O projeto foi votado hoje na CCJ e foi aprovado por 40 votos contra 21.

No mesmo dia da demissão do Ministro Salles, que havia prometido “passar a boiada” para aprovar a flexibilização das regras de proteção ao setor ambiental, o governo obteve essa vitória, que é uma derrota à população indígena.

Ainda falta votar os destaques ao projeto.