Pastores brasileiros são presos em Portugal suspeitos de tráfico de pessoas

PUBLICADO NO PUBLICO

POR JOANA GORJÃO HENRIQUES

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve esta quinta-feira, na zona da Amadora, três pastores evangélicos suspeitos da prática dos crimes de associação de auxílio à imigração ilegal e tráfico de pessoas.

Os pastores, dois homens e uma mulher brasileiros, terão alojado cerca de 30 brasileiros, entre elas crianças, num armazém com condições precárias, soube o PÚBLICO. A maioria estava em situação irregular e era forçada a doar o dízimo do seu ordenado à igreja.

Além disso, tinham de pagar o alojamento onde se encontravam, um espaço com divisões em pladur ​sem privacidade, com casas de banho comuns e fracas condições de salubridade.

Os três pastores foram presentes esta sexta-feira a tribunal para interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Numa nota de imprensa, o SEF refere que “os cidadãos estrangeiros, angariados pela organização religiosa no país de origem, encontravam-se na sua maioria em situação irregular em Portugal, a exercer atividade laboral subordinada sem o necessário título jurídico válido”.

O gabinete de imprensa, porém, não quis especificar pormenores por o caso estar em segredo de justiça.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!