Pedro Cardoso: “Eu não creio no arrependimento. Bolsonaro era um diabo evidente”

O ator Pedro Cardoso publicou um vídeo em seu Instagram, segundo ele feito por ‘detratores do PT que enalteciam ontem o Messias que renegam hoje’.

Cardoso discorre sobre a produção, criticando a mensagem e um suposto arrependimento: ‘Palavras vazias se amontoam umas sobres as outras num tom heróico e autoelogiativo. Nenhuma reflexão sobre eles mesmos, sobre o que os fez se aliarem a ascensão do fascismo; falam como se estivessem surpresos e decepcionados com flagrante desonestidade do ex-messias q amavam. Eu não creio nesse arrependimento.’

Veja abaixo:

View this post on Instagram

Acabo de deixar meus cachorros com o Leo. O Leo mora numa casa alugada q ele gostaria de comprar. Ele a pode pagar com as economias que fez educando caes, cuidando, passeando… A dona não quer vender, mas o Leo tem ainda esperanças de comprar; esta ou outra no mesmo bairro semi-rural onde ele me disse que adora morar. O Leo é um talento vocacionado para o que faz; um gênio de sua arte; e um sobrevivente da nacionalidade do não-país onde ele nasceu. Ao lado do Leo eu me sinto brasileiro. Chego em casa, ainda tocado com os sonhos do meu amigo, e descubro o vídeo arrependido dos detratores do PT que enalteciam ontem o Messias que renegam hoje. Sugiro que vejam. Palavras vazias se amontoam umas sobres as outras num tom heróico e autoelogiativo. Nenhuma reflexão sobre eles mesmos, sobre o que os fez se aliarem a ascensão do fascismo; falam como se estivessem surpresos e decepcionados com flagrante desonestidade do ex-messias q amavam. Eu não creio nesse arrependimento. Messias era um diabo evidente. Continuam sendo brancos de classe média dedicados a seus privilégios de classe. Arrependimento sincero só se produz por reflexão honesta. A corrupção, terrível!, ñ é o maior problema do brasil. A injustiça social é que o é! Meu amigo Leo, na grandiosidade de sua dedicação ao trabalho, constrói muito mais brasil do q esses movimentos de classe média desejosa de ser classe alta. Um país feito pela escravidão só será uma nação justa qdo pertencer aos filhos dos escravizados. Igualar o PT a Bolsonaro continua sendo uma desonestidade intelectual. Logo virão com Sérgio Moro no papel do herói. Mas o herói é o Leo e milhões q como ele trabalham com honestidade apesar de o negócio do mundo ser desonesto com eles. Querem renegar Messias? Reneguem seus desejos de privilégios primeiro. Só então eu acreditarei em seus arrependimentos. Minha opinião.

A post shared by Pedro Cardoso (@pedrocardosoeumesmo) on

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!