Plano Safra da Agricultura Familiar irá impactar produção de alimentos na Bahia

Atualizado em 29 de junho de 2023 às 13:05
Plano Safra da Agricultura Familiar. Foto: Ricardo Stuckert

A Bahia será um dos estados mais beneficiados pelo volume de recursos destinados, para 2023/2024, pelo Plano Safra voltado para agricultores familiares. Serão R$ 71,6 bilhões, a partir de 1º de julho, 34% a mais que na temporada que terminará, em 30 de junho. O governador Jerônimo Rodrigues participou, na quarta-feira (28), junto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, do lançamento do programa, em Brasília.

Além dos recursos disponibilizados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), as taxas de juros foram reduzidas, beneficiando a produção de alimentos, aquisição de máquinas e a adoção de práticas sustentáveis, como o uso de biosumos, a promoção da sociobiodiversidade e a transição agroecológica. Os produtores que investirem em alimentos básicos, como arroz, feijão, mandioca, tomate, leite e ovos, entre outros, terão redução de 5% para 4% nas taxas de juros para os recursos que contratarem.

No âmbito do microcrédito produtivo destinado a agricultores familiares de baixa renda (Pronaf B), o enquadramento da renda familiar será elevado de R$ 23 mil para R$ 40 mil por ano, e o limite de crédito crescerá de R$ 6 mil para R$ 10 mil. O fomento produtivo rural, recurso não reembolsável voltado a agricultores em situação de pobreza, também será elevado, saindo de R$ 2,4 mil para R$ 4,6 mil.

Com informações da Secom/BA

Participe de nosso grupo no WhatsApp, clique neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link