PMs de seis estados convocam para ato golpista de 7 de setembro

Homero Cerqueira é um dos PMs que convoca para o ato golpista
Coronel Homero Cerqueira entra na lista de golpistas. Foto: Reprodução

Membros da Polícia Militar (PM) de pelo menos seis estados convocam para o ato golpista de 7 de setembro.

Os convites partem de policiais de diferentes patentes e ocorre principalmente nas redes sociais, segundo o Estadão.

Entre eles há agentes da ativa e da reserva em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Espírito Santo, Ceará e Paraíba.

Leia também: Juristas do Prerrogativas alertam para a escalada do golpismo

A Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares, principal organização dos policiais, declarou que “ainda não deliberou” sobre o tema.

O subtenente Rudinei Floriano é um dos que tem convocado para os atos golpistas.

Ele é presidente do Inmetro desde o início do governo Carlos Moisés, em 2019.

O subtenente Rudinei Floriano

No mesmo estado, o deputado sargento Lima tem feito convite similiar.

Deputado estadual convoca para ato golpista de 7 de setembro. Foto: Reprodução

Na internet, deputados-PMs têm reforçado o convite.

É o caso do cabo Gilberto Silva, deputado estadual da Paraíba.

Nas redes, ele afirma:

“Quem vai dia 7? Acabou a democracia. Temos que lutar pela nossa liberdade”.

O deputado paraibano cabo Gilberto Silva tem participado da mobilização dos golpistas. Foto: Reprodução

Na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, há o capitão Assumção, também do PSL, que tem convocado os bolsonaristas para o ato golpista:

Capitão Assumção

A preocupação dos governadores com o ato golpista

Nesta segunda (23), 24 dos 27 governadores se reuniram para tratar do tema.

Eles temem uma ruptura institucional e se encontraram para tratar do ato golpista marcado para o próximo mês.

Entre eles estava João Doria, que ontem afastou o coronel Aleksander Lacerda, coronel que convocou PMs para a manifestação.

Leia também: 

1 – Chefe da PM paulista, comandante de 5 mil homens, convoca para ato de 7 de setembro

2 – Mais um coronel bolsonarista convoca policiais para ato 

3 – Bolsonaro divulga vídeo com coronel do CEAGESP que convocou apoiadores para manifetação