Polícia intercepta barco de luxo com mais de 60 pessoas que fazia festas em comunidades indígenas

Irresponsáveis em festa no meio da Amazônia

A polícia interceptou um navio de luxo que fazia um cruzeiro no Amazonas.

Os irresponsáveis foram pegos em flagrante pelos agentes.

Segundo a polícia, mais de 60 pessoas, incluindo turistas estrangeiros e brasileiros, faziam festas em comunidades indígenas na Amazônia.

As informações são da BandNewsFM.

Eles chegaram a navegar por cinco dias nos rios da região.

A festa foi chamada de “Amazonas Immersion” (ou “Imersão na Amazônia”, em português) e ganhou repercussão após a denúncia do perfil o perfil “Brasil Fede Covid”.

O convite da festa incluía um roteiro com visitas a comunidades tradicionais ribeirinhas e indígenas, e os irresponsáveis não utilizavam máscaras e nem respeitavam o distanciamento social.

O secretário de Segurança Pública do estado, Louismar Bonates, afirmou que o preço para entrar na festa variava de 2 a 3 mil euros (cerca de R$ 12 mil).

Veja o vídeo da curtição dos irresponsáveis:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!