“Por Que Bolsonaro Merece Respeito, Confiança e Dignidade”: autor do livro polêmico fala ao DCM e anuncia nova obra. Por Pedro Pligher

Willyam Thums e uma charge sobre o livro

Na última semana, o livro ‘Por Que Bolsonaro Merece Respeito, Confiança e Dignidade’, que conta com
apenas 2 páginas de texto e 188 páginas em branco, viralizou nas redes sociais.

A descrição da obra no site, que avisa se tratar de um livro-sátira, já começa com um deboche: “Somente este livro pode te dar a resposta mais sincera sobre o Presidente Jair Bolsonaro.”

A repercussão pegou de surpresa o autor, Willyam Thums: “Não esperava nessa proporção”. 

O livro teve 439 avaliações no site da Amazon, das quais 93% pontuadas com 5 estrelas, o máximo.

Um dos avaliadores comentou:

“Sem dúvida, esta é uma obra obrigatória para entendermos o momento atual da política brasileira. É um livro profundo e amplo. O autor adentra com primor ímpar nos elementos da personalidade, habilidade e inteligência do líder máximo da nação. Por meio de seus escritos, o autor brilhantemente consegue traduzir o nível cognitivo e a habilidade política de nosso presidente. Deve ser candidato ao prêmio Jabuti. Livro do Ano!”

Estudante de literatura e estudos culturais na Georgetown University, em Washington, o porto-alegrense teve a intenção de fazer um protesto contra Bolsonaro, inspirado em ideias similares que presenciou direcionadas a Donald Trump.

“Ofereci a ele e ao Brasil meu silêncio satírico”, diz. E promete gerar outras iniciativa polêmicas: “Vou causar muito ainda”.

Este é o segundo livro de Wylliam. O primeiro, ”As Três Grandezas Virtuais”, chegou a ficar em sexto na lista dos mais vendidos da Amazon, na categoria ficção científica.

É a história de um mundo governado por três grandes corporações.

“Você já se perguntou o que acontece por detrás de cada clique que você dá na Internet? E se os dados da sua vida on-line estivessem sendo usados para mudar seu próprio futuro?”, diz a resenha no site da Amazon.

No ano passado, Wylliam declarou voto em Ciro Gomes no primeiro turno. E no segundo? “O voto é secreto”, respondeu ele.

Confira abaixo a entrevista de Willyam ao DCM:

DCM: O que te inspirou a fazer esse livro?

Wylliam: O que me inspirou foi a possibilidade de protestar de uma maneira diferente. O silêncio deu no que falar…

DCM: No que você se baseou para produzi-lo?

Wylliam: Nos EUA, fizeram este tipo de projeto para o Trump de diversas maneiras. Acho que até para o Obama também fizeram. Nenhum livro me inspirou, mas a ideia sim.

DCM: Esperava toda essa repercussão?

Wylliam: A repercussão foi e continua sendo enorme. Não esperava nessa proporção, não… Foi muito mais positiva que negativa. Divertiu milhares de pessoas, e acho que deu um fôlego a mais pra quem enfrenta o governo diariamente. Já tem gente comprando o livro físico (AG Books) para dar de presente! Hahahaha.

DCM: No Facebook, como foram os comentários?

Wylliam: Recebi muitos, sim. Acho que ainda mais no Instagram. A maioria super positivos, mas recebi outros muito agressivos, de baixo calão e um pouco ameaçadores. Esses usuários foram bloqueados.

DCM: Por que resolveu fazer esse protesto contra o governo Bolsonaro?

Wylliam: Mais como uma forma de mostrar que há diversas maneiras de exercer agência (poder fazer algo, causar mudança). Se ele foge do debate, se ele não responde perguntas, se ele se limita a repetir a mesma ladainha, então aqui está. Ofereci a ele e ao Brasil meu silêncio satírico. Mas esse silêncio tomou proporções internacionais. Tanto que esta semana já lanço o primeiro livro interativo feito para um presidente brasileiro. No início de setembro estou lançando um livro de 17 contos sobre a transição de um Brasil antes e depois de Bolsonaro. Vou causar muito ainda…(risos).

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!