Prefeito de Curitiba impede Luciano Huck de reformar casa em bairro que apresentador comparou a Haiti

Segundo publicação do Gazeta do Povo, a visita de Luciano Huck à Vila 29 de Outubro, na Caximba, em Curitiba, resultou em um conflito público com o prefeito Rafael Greca (PMN) – e acabou, no fim das contas, não cumprindo o objetivo inicialmente proposto. O motivo da visita de Huck, que aconteceu na última sexta-feira (17), era a reforma da casa de uma das moradoras, no quadro Lar Doce Lar. Durante a passagem do apresentador pela vila, porém, a reforma não aconteceu – desfecho que teve a interferência direta de Greca.

Em entrevista à Gazeta do Povo, o prefeito esclareceu que ligou para Huck explicando que a casa não poderia passar por melhorias, já que se encontra em uma área de ocupação. “Eu pedi a ele que não financiasse uma construção irregular. Até me dou bem com ele, mas não podia permitir isso”, contou Greca.

A prefeitura, que trabalha para retirar parte dos moradores da região do Caximba, afirma que está fazendo o que pode: cadastrou os moradores, congelou a área e busca financiamento para colocar todo o projeto do chamado Bairro Novo da Caximba em prática. “Isso não acontece na velocidade de um post de Facebook nem de um programinha de televisão”, disse Greca, se referindo à postagem em que Huck comparou a região ao Haiti.

Alheia às disputas políticas que envolveram o quadro, Edilaine Aparecida de Lima, de 34 anos, acabou sem a casa reformada. Ganhou do programa de Huck, porém, dinheiro para fazer melhorias na residência, além de eletrodomésticos, panelas, brinquedos e recursos para manter o projeto social que desenvolve na região.