Presidente da Argentina citou velho amigo cantor Litto Nebbia ao dizer que “brasileiros vieram da selva”

Alberto Fernández conseguiu ofender brasileiros e mexicanos nesta quarta.

“Os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros saíram da selva, mas nós, os argentinos, chegamos de barcos. E eram barcos que vieram de lá, da Europa”, disse.

A ideia era fazer um agrado ao primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, e a empresários argentinos e espanhóis.

A frase é de uma canção bonita chamada “Llegamos de Los Barcos”, de Litto Nebbia, de quem Fernández já se declarou fã.

Os dois são amigos de longa data.

“Los brasileros salen de la selva / Los mejicanos vienen de los indios / Pero nosotros, los argentinos / Llegamos de los barcos”, diz a letra.

O encontro aconteceu na Casa Rosada e Fernández estava se declarando um “europeísta”.

A letra é racista? Pode ser. Ou nós não viemos mesmo da selva?

Litto, de qualquer maneira, pode se declarar cancelado para todo o sempre e está autorizado a cantar um tango.

Eis a letra completa:

Eu queria escrever uma zamba [gênero musical típico do Norte de Argentina]
Que não fosse igual a outras zambas
Porque as zambas mais lindas
Já foram escritas

Eu queria que fosse uma zamba
Que explicasse um pouco
De onde viemos
E assim seria mais simples
Saber para onde estamos indo

Brasileiros saem da selva
Mexicanos vêm de índios
Mas nós argentinos
Viemos dos navios

Eu queria escrever uma zamba
Que falasse sobre nós
Mas não deixasse ninguém dizer
Que agora eu escrevo zambas

Eu queria que fosse uma zamba
Falando de nós
E desta terra que amamos
E que é uma mistura de tudo

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!