Primeiro indígena imortal, Ailton Krenak toma posse na ABL

Atualizado em 6 de abril de 2024 às 0:05
Ailton Krenak toma posse na Academia Brasileira de Letras (ABL). Foto: AFP

O escritor Ailton Krenak tomou posse na noite desta sexta-feira (5) na Academia Brasileira de Letras (ABL). A cerimônia foi realizada na sede da instituição centenária, no Petit Trianon, no Rio de Janeiro.

O ambientalista é a primeira pessoa indígena a ocupar uma cadeira na ABL. Krenak ocupará a Cadeira 5, que pertencia ao historiador José Murilo de Carvalho, que morreu em agosto do ano passado.

Ao chegar à sede da ABL, Krenak destacou o simbolismo de sua eleição como uma representação do “aqui e agora”. Para ele, essa conquista representa uma “virada de página” na história da Academia e sua relação com os povos originários.

“Eu venho para cá, um espaço da lusofonia, trazendo as línguas indígenas. Torço para que haja uma mudança na ABL e outras diversidades étnicas que temos no Brasil também possam ganhar espaço”, disse.

Durante a cerimônia, o escritor foi recebido pela acadêmica Heloísa Teixeira, que ressaltou a importância histórica do momento.

No dia em que foi eleito, Krenak expressou seu desejo de criar na ABL uma plataforma semelhante à sua Biblioteca Ailton Krenak, que abriga centenas de imagens, textos, filmes e documentos.

“Poderíamos fazer isso com todas as línguas nativas. Teria tudo a ver com a Academia Brasileira de Letras incluir mais umas 170 línguas além do português. A ideia é priorizar a oralidade, e não o texto. O que ameaça essas línguas é a ausência de falantes”, afirmou.

Siga nossa nova conta no X, clique neste link
Participe de nosso canal no WhatsApp, clique neste link
Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link