Processar ou não processar Bicudo? Por Paulo Nogueira

Final de vida patético
Final de vida patético

De repente o Brasil foi tomado por absurdos.

Marta Suplicy, por exemplo, entra no PMDB para combater a corrupção.

Alckmin ganha um prêmio por gestão hídrica e diz que, modéstia à parte, mereceu.

O STF proíbe financiamento privado de campanha e, mesmo assim, Cunha e Renan tramam para derrubar a proibição.

E então chegamos a Helio Bicudo, um absurdo em si.

O que fazer com um homem de 93 anos que se comporta como um adolescente irresponsável?

Imagino que Lula, o alvo maior de Bicudo, esteja se fazendo a pergunta acima.

Acertamente, ainda que com atraso, Lula passou a buscar justiça quando se sentiu injustiçado, e já é respeitável o número de processos que ele pôs na praça.

Pelas barbaridades que vem falando, Bicudo tinha que ser acionado. Mas ele já se aproxima dos 100 anos.

Como processar um velhinho centenário sem parecer um monstro?

Suspeito, apenas suspeito, que ele saiba que a idade lhe dá liberdade de dizer o que quer sem consequências.

Não vejo outra explicação.

No Roda Viva, ele disse que conheceu Lula quando este morava numa casa de 40 metros quadrados.

E daí?

Isso pertence a um passado ancestral.

Como era a casa de Bicudo quando ele se iniciou na vida? A não ser que fosse rico, não devia ter muito mais de 40 metros quadrados.

Lula ascendeu. Foi duas vezes presidente. Saiu e se transformou num dos palestrantes mais bem pagos do mundo, coisa na casa de 100 mil dólares a hora, ou mais.

Ou Bicudo acha que Lula permaneceu com a mesma renda que tinha quando, há décadas, se conheceram?

Bicudo é um embaraço nacional, a esta altura da vida.

Ele conseguiu promover desunião até em sua família.

Os leitores do DCM se lembram do depoimento constrangido que um de seus filhos deu, há poucos dias, sobre as peripécias golpistas do pai.  O retrato que emergiu do filho foi o de um homem frívolo, vaidoso, rancoroso — além de um pai daqueles que, francamente, ninguém quer ter.

Pois hoje, este mesmo filho deve ter dormido mal depois do Roda Viva com o pai. Ele curtiu um texto sobre o programa, escrito por Kiko Nogueira, que foi postado em nossa página no Facebook às 5 da manhã.

Volto a Lula: como agir com um ancião que calunia você?

Não sei, francamente.

Se ele tem lucidez para despejar injúrias, deveria estar preparado para enfrentar a Justiça.

Mas não é uma decisão fácil. Bicudo provavelmente entraria no Guiness como o processado mais velho do mundo.

Suspeito que Lula não o processará, embora ele merecesse.

E encerro com uma reflexão.

Para chegar aos 93 como Bicudo prefiro ir antes.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!