Procurador da Lava Jato amigo de Dallagnol diz que STF “permitiu” soltura de Lula e Dirceu e faz torcida por Fux

“Delta” e “Robito”, da Lava Jato, recebem prêmio em Nova York em 2015

O ex-chefe da Lava Jato Deltan Dallagnol deixou saudade em muitos de seus pares, mas em ninguém ela vai bater tão forte quanto no peito de Roberson Pozzobon.

Num desabafo no Facebook, Pozzobon atacou o STF, alvo costumeiro de “Delta” (assim ele chamava o amigo).

Segundo “Robito” (assim “Delta” o chamava), o Supremo, nos últimos dois anos, “deixou de permitir a prisão de réus após condenação em 2ª instância, permitindo a soltura de condenados na Lava Jato, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro José Dirceu”‬‬.

“Quem sabe, sob a presidência do Min. Fux, tais questões fundamentais em matéria criminal voltem a ser discutidas e o Supremo evolua seu entendimento para o sentido em que decidia antes…‬”

O ministro é aquele que apareceu nos diálogos revelados pelo Intercept com o clássico lema “In Fux We Trust”.

“Robito”, aliás, é estrela da Vaza Jato.

Numa reportagem, ele surgiu planejando montar uma empresa de palestras e outros eventos com Dallagnol.

A ideia era lucrar com a notoriedade da operação e o negócio seria tocado pelas mulheres deles, que seriam as sócias para evitar que ambos fossem questionados.

Nas mensagens entre Dallagnol e sua esposa, no fim de 2018, o casal discutiu a criação da companhia.

“Vamos organizar congressos e eventos e lucrar, ok? É um bom jeito de aproveitar nosso networking e visibilidade”, disse.

Deltan e Pozzebon discutiram ainda uma parceria com uma firma que realiza festas de formatura.

“Antes de darmos passos para abrir a empresa, teríamos que ter um plano de negócios e ter claras as expectativas em relação a cada um. Para ter plano de negócios, seria bom ver os últimos eventos e preço”, afirmou Deltan.

“Temos que ver se o evento que vale mais a pena é: i) Mais gente, mais barato ii) Menos gente, mais caro. E um formato não exclui o outro”, respondeu Pozzobon.

‪Nos últimos 2 anos o #STF:‬‪1️⃣ Deixou de permitir “a prisão de réus após condenação em 2ª instância, permitindo a…

Posted by Roberson Pozzobon on Friday, September 4, 2020

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!